O que é Software Livre? Nada melhor do que descobrir possibilidades e implantá-las nas suas atividades diárias, de modo que consiga despertar sua criatividade!

Este movimento inclusive foi iniciado na década de 80, no qual as pessoas tinham livre acesso para usar e distribuir, sem perder os direitos ou feri-los.

Agora conheça um pouco mais desse universo que a tecnologia proporciona e as diferenças entre Software Livre, Proprietário e Código Aberto.

O que é Software Proprietário?

Proprietário sempre nos remete a dono de alguma coisa, correto? Ele diferentemente do software livre, geralmente pertence a uma empresa privada que detém todos os seus direitos.

Neste caso, para fazer a reprodução, por exemplo, tem que ter autorização. Deste modo, fica evidente sua diferença com o software livre. Além disso, existem algumas polêmicas sobre qual é o melhor para trabalhar e a melhor escolha.

É importante frisar que isto vai depender de cada necessidade. Portanto, temos alguns sistemas livres bem bacanas como o Linux, que diferentemente do software proprietário, não te limita no caso de fazer alguma alteração.

Para quem trabalha com programação, essas limitações podem ser prejudiciais porque dificulta a implantação de novas ideias no sistema, o que pode ser relativamente ruim.

De forma acentuada, percebe-se que as tendências sempre surgem como forma de propor novas ideias e propostas para permitir alternativas para o público em geral.

São excelentes alternativas para descobrir o que melhor se encaixa com as suas atividades no dia a dia. LEIA TAMBÉM (O que é o projeto de lei 4302/98 no Brasil).

O que é Software Livre e Código Aberto?

O software de código aberto é um software de computador distribuído com o código fonte disponível para modificação. O software geralmente inclui uma licença para que os programadores possam fazer as alterações que quiserem. Eles podem corrigir erros, melhorar as funções ou adaptar o software para atender as suas próprias necessidades.

Vale ressaltar que o código aberto não necessariamente o software seja livre como muitas pessoas pensam.  O desenvolvedor original do programa pode determinar as condições de uso e de distribuição.

Por exemplo, o Firefox é um software de código aberto, mas possui sua própria licença de uso, e caso algum programador modifique e redistribua seus programas, eles deverão ter outro nome. Nesse exemplo, o Firefox não é considerado de fato um software livre.

Segundo a Free Software Foundation (Fundação do Software Livre), o software livre deve garantir quatro tipos de liberdade aos usuários:

1 – Liberdade de executar o programa para qualquer propósito;
2 – Liberdade de estudar como o programa funciona e adaptá-lo para suas necessidades;
3 – Liberdade de redistribuir cópias do programa de modo que você possa ajudar outros usuários;
4 – Liberdade de modificar o programa e distribuir essas alterações, de modo que toda a comunidade se beneficie.

O Software Livre e os detalhes: Fique atento!

Neste sentido, mesmo com a liberdade inerente ao software livre é necessário ter alguns cuidados com a questão da segurança.

Falhas são comuns nesse tipo de atividade, o que torna o cuidado maior na segurança com os dados compartilhados.

Como na rede de um modo geral estamos mais expostos, deve-se ressaltar que esses cuidados devem ser rotineiros e não somente se for software livre ou proprietário.

O compartilhamento do Software Livre!

Saiba que o software livre ainda possibilita o compartilhamento e o desenvolvimento que pode ser feito de qualquer lugar!

O software proprietário já é diferente. Não oferece tantas facilidades e tem que ter autorização do dono.

O software proprietário pode incluir algumas restrições e limitações no sentido de fazer, como fazer, entre outros. Já com o software livre a disponibilidade é maior no sentido de qualquer mudança.

O mais importante é conseguir identificar a melhor ferramenta que possa aplicar nas suas atividades de um modo geral. Tanto o software proprietário e o Software livre são benéficos.

Vantagens Econômicas de ter um Software Livre e Código Aberto

software livre

O Software Livre e de Código Aberto abrem as portas para muitas competições, principalmente quando nos referimos a compartilhamento e desenvolvimento.

Como essa área tem maior concorrência, as empresas se sentem motivadas a oferecerem melhores serviços, principalmente para ganhar destaque.

A liberdade oferecida deve ser mediada para que os resultados sejam sempre positivos.

Trabalhar com programação e as opções que o Código Fonte lhe oferece

A liberdade para compreender o código fonte permite ao programador varias chances de criar, mudar e deixar a sua marca!

Nada melhor do que deixar sua história registrada em um trabalho reconhecido. As consequências são bastante positivas principalmente na área de tecnologia, onde você tem a chance de criar softwares e vivenciar um mundo novo ao seu modo.

E para manter-se sempre bem informado, CLIQUE AQUI e assine gratuitamente nossa newsletter para receber os novos artigos!

Até a próxima…

Deixe um comentário

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui